got no love


Que a tua presença é inquietante, perturbante, que os teus minutos são efémeros, que querer-te é asfixiante. Não existem palavras, roubaste-mas, descaradamente, sem autorização. Torna-se utópico querer dizer-te que te quero, inesperadamente. Que as tuas mãos são ásperas como eu nunca senti, que a tua voz me incomoda. Que o que sentes não percebes, que é irracional, digno de um cão.

Digo-te isto tudo, de um trago apenas.
Mas decido ficar calada.

4 comentários:

Morce disse...

Eu acho que devias agir, sem falar, sem querer saber, sem importar o "depois".. agir.. só!

maria. disse...

adoro adoro adoroo!
mas não decidas ficar calada :)
love you my mikaaa

Anónimo disse...

UUUU...PICANTEEE!!! Unico, vindo de ti! ADORO-TE SOFIS. Margaret

DAN disse...

Gosto muito dessa musica deles, mas esta tmb é gira ;) Giro Blogue.

http://www.youtube.com/watch?v=3aZDl2q0LSI

**

desde 24 de Janeiro/2011

Com tecnologia do Blogger.