this is not a love song

A porta da sala fechou-se.
Agora, ali, era apenas eu e as paredes, num diálogo incessante, tempestivo - num silêncio cortante. O chiar do vento frio lá fora marcava o compasso do meu desespero e o velho espelho à minha frente mostrava-se disposto a um violento debate, mas a minha corajosa cortesia proibía-me de me exaltar. Não. O meu choro, os meus murros na mesa, o meu grito ensurdecedor seriam abafados pela minha decência. Ali, a ira marcada nos meus olhos controlava-se perante o que via, submetida ao terror do real, escondido, na sala fechada, com a chave perdida, com o espelho que não era de ninguém.



E quando a porta se abriu novamente, afoguei-me nos braços de quem me salvou, pessoa sem nome, rosto nem voz, cansada, estourada, caída, para te pedir ajuda para me levantar. Obrigado.

6 comentários:

Morce disse...

Mais um perfeito. Tenho tanto orgulho em ti.

Blossom On A Tree disse...

A vaguear pela blogosfera chamou-me a atenção o nome da música. Parei para ver o resto e gostei. :)

Beijinho

martini disse...

perfeitooo. adoro-te

monique disse...

esta lindo sofi. miss youuu

Rosie Dunne disse...

muito bonito o texto. tens jeito para escrever :)

Anónimo disse...

Está lindo. Perfeito, eu diria...

desde 24 de Janeiro/2011

Com tecnologia do Blogger.