brainstorm


tens o cheiro daquela terra que arde, explode e tenta o mundo à invasão. inundas-me com os restos da tua origem, com o que ainda me diz quem tu és, o que queres, como vives, expulsas-me deste lugar e obrigas-me a viajar com destino decidido por ti. criaste o grande problema: fizeste-me ir, largar tudo por um sítio que já conheço e não vale a pena, que não nos vale. a promessa das tuas praias desertas e virgens florestas foi quebrada logo á partida, o desespero dos rituais perdeu-se e encontrou-se em mim.
procurar o não-destino é impossível com a tua mão na minha garganta e os pés presos às árvores lendárias, presas à Terra, presa a nós.

1 comentário:

Sara disse...

Adorooooooooooo =)

desde 24 de Janeiro/2011

Com tecnologia do Blogger.