(re)começar, (re)definir


Chega Setembro. Chegam letras, números, aulas, professores, alunos, amigos, canetas e lápis, mochilas, desafios, exercícios. O nono mês do ano faz-se sempre acompanhar por bastantes novidades, novas rotinas, novos hábitos. Novos?! Repetem-se todos os anos! Mas, há que ser sincero, a cada ano que passa parece que voltamos outra vez à estaca zero, a aprender tudo de novo. E, também é verdade, é isto que nos faz sentir crianças para sempre: a sensação de pequenez em relação ao mundo lá fora.

Antes de Setembro tivemos tempo para tudo, tempo para tudo mesmo! Julho, Agosto e Setembro passados aqui e ali, a aprender e a desaprender, a conhecer aquilo que não nos mostram na escola. Dão-nos a oportunidade de, se quisermos, explorar-mos aquilo que nos rodeia, porque tempo não nos falta. Temos 3 meses, e só nós é que sabemos como é que os queremos aproveitar! Desta vez, decidi que não queria passar o Verão como sempre, dividida entre o meu quarto e a praia. Este ano aventurei-me e, pela primeira vez, não parei um segundo! Foi sempre a conhecer mais gente, mais sítios, mais coisas. Coisas da Vida, Coisas que valem por uma Vida. Se, por vezes, me esquecia de como era estar na escola, a estudar, outras vezes sentia-me numa escola muito mais exigente. E sentia-me bem! Nestas férias também tive de me esforçar, mas valeu cada segundo! Tive de acordar cedo, puxar pela cabecinha, fazer exercício, trabalhar, mas fez-me apreciar cada momento.


E agora, que voltei a ocupar uma secretária e os cadernos e dossiers voltam a estar espalhados pelo meu quarto, não sei se me sinto preparada para voltar ao meu habitat natural. Afinal, a Sofia que saiu pelo portão da escola em Junho já não é a mesma que entrou por este mesmo portão ontem. Essa Sofia já não existe: deu lugar a outra pessoa, alguém que já não tem tanto medo de andar por aqueles corredores da escola, de olhar nos olhos que se cruza com ela. Agora, pelos vistos, já tem uma pontinha de confiança

desde 24 de Janeiro/2011

Com tecnologia do Blogger.