just can't get enough

Perguntam-nos.
Respondemos rápido, sem pensar, sem hesitações. Assim, quase como se fosse uma corrida contra o tempo. Importamo-nos demasiado com o tempo, preocupamo-nos em organizá-lo, hesitantes, para o podermos aproveitar - para depois o podermos aproveitar sem hesitações.

Perguntam-nos outra vez.
Desta vez, tentamos pensar antes de responder. Tentamos, porque é difícil. É difícil fugirmos às responsabilidades e esquecermos o mundo lá fora, para nos concentrarmos numa pergunta apenas - há tanta coisa a acontecer à nossa volta, o Mundo não pára. Ele não pára e nós queremos acompanhá-lo: não há tempo para parar, pensar e responder como deve ser. É mais fácil não pensar, não hesitar, fugir.


No final, não conseguimos responder acertadamente. O impulso acaba sempre por ser mais forte. Lutamos, Revoltamo-nos, Gritamos e Criticamos, mas é tudo em vão

5 comentários:

Andreia disse...

:D Obrigada por nos pores nos favoritos!
Beijinhos

L!NGU@$ disse...

Pois. Não sõa poucas as vezes que faço isso.

martini disse...

sofia, sofia.. nunca estas satisfeita, pois não? tens sempre de por um post melhor que o outro! adorei baby, quero mais. 2009 é nosso!

Ricardo Moutinho disse...

Muito obrigado. tambem gostei muito do teu blog. =)


beijinho

pedro_abreu disse...

e foges... e depois? chegas a algum lado? sim - uma sala fria sem decoração... parede cinzenta, escolheste cair porque fugiste... voltam-te a perguntar, voltas a fugir, a cair, chegaste a algum lado? sim, uma sala mais pequena...
quando a sala não puder encolher mais, aí perguntar-te-ás a ti própria? Fugi, cheguei a algum lado? Aproveitei o caminho? Voltas a fugir, voltas a cair, deixas de ser.

desde 24 de Janeiro/2011

Com tecnologia do Blogger.