pity and fear


Eu arrasto-te pelo chão, escondida, e fecho os olhos. No meio da multidão, de milhentas pessoas e os seus problemas, esqueço-te e arrasto-te atrás de mim. Não olho para trás, nunca, para não ter de te encarar e tu continuas mergulhada nesse mar que é só teu, porque eu virei-te as costas e preferi não saber mais nada. É uma guerra fria e eu carrego o meu peso e o teu, sem ter sequer coragem para o mandar borda fora. Porque eu arrasto-te comigo e, se me afundar, tu afundaste também.
No fim, a verdade é o único obstáculo entre nós e eu continuo a arrastá-la pelo chão, sem que ninguém repare.

2 comentários:

martini disse...

AMEI! está simplesmente fantástico sofia, tão descritivo. talvez saiba a quem te referes.. adoro-te

uma.cisma disse...

"(como sempre)"

easy on the overthinking

desde 24 de Janeiro/2011

Com tecnologia do Blogger.